Alckmin suspende reorganização em 2016 e promete diálogo nas escolas

0

‘Vamos dialogar, escola por escola’, disse o governador.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse que irá dialogar com pais e alunos no ano que vem a respeito da reorganização da rede de ensino estadual. Nesta sexta-feira (4), o tucano decidiu suspender a reestruturação que previa o fechamento de mais de 90 escolas e a afetaria cerca de 300 mil alunos. Ele acrescentou que os estudantes permanecerão em suas unidades em 2016.

“Entendemos que devemos aprofundar o diálogo. Isso fecha um ciclo que permite a gente ajudar no ensino infantil. Vamos dialogar escola por escola”, disse o governador. Após o anuncio da decisão, o secretário estadual de Educação, Herman Voorwald, pediu para deixar o cargo.

“O ano de 2016, que seria o ano de implantação, será o ano de aprofundar o diálogo. Alunos vão continuar na escola que já estudam, não haverá mudança.” A ideia do governo é dividir as escolas em ciclos, separando alunos do ensino fundamental I, ensino fundamental II e ensino médio em unidades diferentes.

O governo defende que a reorganização vai melhorar o ensino. Os alunos, porém, contestam e reclamam que não foram ouvidos pelo governo sobre as mudanças e sobre o fechamento das unidades onde estudam.

Em protesto, eles passaram a ocupar, desde 9 de novembro, escolas em todo o estado. Nesta sexta, 196 escolas estavam ocupadas, segundo a Secretaria da Educação – o sindicato dos professores, Apeoesp, afirma que são 205.

Os alunos passaram também a realizar manifestações nas principais vias da cidade até a manhã desta sexta, antes do anúncio do governador. A polícia interveio usando bombas de gás e cacetetes para dispersar os manifestantes nos atos, e alguns estudantes foram detidos.

Ocupação continua
Os estudantes comemoraram a suspensão, mas afirmaram que vão continuar ocupando as escolas até que Alckmin revogue a lei que determina a reorganização escolar.

No anúncio da suspensão da reorganização, o governador defendeu a proposta citando dados do desempenho escolar na rede estadual.

“Somos o quarto colocado no IDEB no ciclo 1, o terceiro no ciclo 2, e o segundo no ensino médio. Avançamos muito com escolas de tempo integral, a maior rede de ensino técnico do país, somos o único estado brasileiro que investe 30% em educação; ninguém investe tanto no Brasil”, afirmou.
Fonte: G1

Compartilhe

Sobre o Autor

Vereador Atílio Francisco

Vereador do Partido Republicano do Brasil (PRB) na Câmara Municipal. · Autor de diversos projetos transformados em leis municipais e um dos vereadores mais atuantes da Casa.

deixe aqui o seu comentário

Visit Us On TwitterVisit Us On Facebook