Em crise, USP abre concorrência para a venda de sete imóveis em São Paulo

0

A Universidade de São Paulo vai dar início nesta terça-feira (25) ao processo de venda por concorrência pública de sete imóveis localizados em São Paulo. Os valores arrecadados com a alienação dos imóveis serão absorvidos no orçamento da Instituição.

São dois imóveis em Itaquera, dois na Cidade Líder, um na Vila Mariana e outro na Vila Paulista. A concorrência será nesta terça-feira (25) e quarta (26) no prédio da Reitoria (Rua da Reitoria, 374, na Cidade Universitária, com valores entre R$ 176,5 mil e R$ 475 mil. Os imóveis têm valor mínimo e será vendido para quem ofertar o maior valor.

No dia 28 de novembro será realizada a última concorrência, para um imóvel de um andar inteiro e mais 28 vagas de garagem no Centro Empresarial do Estado de São Paulo (Cenesp), em Santo Amaro, com valor inicial de R$ 13,5 milhões

Crise
A USP atravessa problemas financeiros. O orçamento da universidade é de quase R$ 5 bilhões. No total, 95% do dinheiro vêm do ICMS o imposto sobre circulação de mercadorias e serviços. Em 2016, o valor total repassado caiu quase 3,5%.

A USP também gasta demais para pagar salários. Em 2010, 80% dos recursos eram usados para isso. O valor chegou a 109% em 2014 – caiu um pouco depois de um plano de demissões voluntários. Hoje, a USP gasta 5% a mais do que recebe do governo do estado só com a folha salarial. A diferença está saindo de um fundo, uma espécie de poupança da USP.

A Comissão de Orçamento e Patrimônio da Universidade de São Paulo (USP) revisou a previsão de déficit ao final deste ano para R$ 659,9 milhões, quase R$ 35 milhões a mais que o previsto em julho (R$ 625 milhões), segundo o Jornal da USP.

Fonte: G1

Compartilhe

Sobre o Autor

Vereador Atílio Francisco

Vereador do Partido Republicano do Brasil (PRB) na Câmara Municipal. · Autor de diversos projetos transformados em leis municipais e um dos vereadores mais atuantes da Casa.

deixe aqui o seu comentário

Visit Us On TwitterVisit Us On Facebook